Talentos e Competências – Parte VI

Tempo de leitura: 2 minutos

 “OBSOLESCÊNCIA”

 

Olá! O assunto Talentos e Competências ainda não se esgotou!!!

Trata-se de um tema complexo e muito interessante tanto para nossa vida pessoal como profissional. Principalmente, no que tange às Competências, por ser o canal por onde seus TALENTOS naturais se desenvolvem. Por isso, já escrevi e publiquei 5 posts sobre COMPETÊNCIA aqui no blog, a fim de que você possa motivar-se em seu AUTODESENVOLVIMENTO e seguir os passos do Método EFP – de Desenvolvimento de Pessoas, garantindo, dessa forma, sua realização pessoal.

Aconselho que você leia/releia as publicações sobre Talentos e Competências publicadas anteriormente para que possa acompanhar a continuação do assunto com mais informações:

A publicação de hoje versa sobre OBSOLESCÊNCIA, ou seja, sobre tornar-se obsoleto, ultrapassado. Com o tempo, evidências de habilidade perdem sua importância. Quanto mais antiga a evidência, mais provável que esta esteja desatualizada, posto que Competências são processos e, como tais, são dinâmicas. Uma pessoa que não exercite a sua competência (como por exemplo, alguns profissionais na área dos esportes: jogador de futebol, piloto de Fórmula 1, boxeador) fatalmente perceberá sua competência ser diminuída com o tempo. Citei alguns esportistas, mas imaginem o que ocorre em outras áreas profissionais!

Outrossim, uma evidência antiga não reflete o quanto alguém evoluiu naquela Competência desde então. Alterar a descrição de uma Competência pode implicar em repensar toda escala de valores para as Competências a ela associadas.

Assim, é importante levar em consideração a OBSOLESCÊNCIA da evidência que entra no cálculo da habilidade. Tais razões apontam para uma reformulação, começando pelo seguinte questionamento: É mais coerente perguntar: “Quem é mais competente para este trabalho?” ou “Que tipo de atividades uma pessoa específica poderia desempenhar?“. Ou ainda: “Que tipo de profissional precisa ser contratado para este cargo?“. Ou seja, estão sempre associadas: PESSOAS, COMPETÊNCIAS E ATIVIDADES.

Para responder a perguntas deste tipo, o modelo computacional implementado nos dias hoje, não pode ignorar os fatores considerados acima, os quais têm influência direta nos valores das dimensões das COMPETÊNCIAS.

Para encerrar, espero que vocês, caros leitores, tenham gostado desta publicação, cujo intuito foi conscientizar-lhes de que seu AUTODESENVOLVIMENTO, alvo principal do método o Método EFP de Desenvolvimento de Pessoas, caminha na direção de informações e conhecimentos (sobretudo quando o conhecimento sobre Talentos e Competências ainda é superficial). Por isso, procure explorar o POTENCIAL QUE RESIDE EM VOCÊ, tornando-se capaz de vencer todos os desafios profissionais que baterem em sua porta.

Forte abraço e até a próxima publicação.

Frank Moraes – O Coach

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *