Como garantir que você tenha prazer em praticar novos conhecimentos?

Tempo de leitura: 6 minutos

Tenho escrito bastante, sobre diversos assuntos inerentes ao desenvolvimento pessoal. Mas este recado tem por objetivo, trazer definitivamente, a resposta do porque você,  transpira dias, horas, minutos e segundos de sua vida, fazendo cursos, faculdades, pós graduação, doutorado mestrado, especialização no exterior, mas não consegue praticar o que aprendeu, de forma contínua.

Por que? O que realmente acontece? Você deixa de praticar os novos ensinamentos e volta para os velhos hábitos e práticas antigas; inibindo o seu Desenvolvimento Pessoal, seja na vida Espiritual, Familiar ou Profissional.

Diante desse fato, separei para você 8 passos para colocar seus novos conhecimentos em prática hoje mesmo!

1 – Sinta prazer no que irá fazer

2

Você depois, invariavelmente,  com algumas exceções;

  • Ao ir a uma aula: não abre a lição, as anotações, para internalizar o que ouviu o professor explicar, em sala de aula;
  • Ao ler um livro: não tem o hábito de parar em determinada parte da leitura, para as vezes, saber o significado da palavra, e com isso realmente entender o contexto do que está lendo.

Dentro deste comportamento, por não ter internalizado o aprendizado, você não sente o prazer em praticar,  pelo fato de que continua sem saber o como; mas ao mudar esta postura, você consolida a transformação para o estado desejado, trazendo finalmente o prazer em ir adiante.

2 – Planeje seu tempo!

Um outro inibidor, é que muito embora, tenha  adquirido o conhecimento, e o praticado; o tempo talvez não tenha sido suficiente, ou foi implantado de forma inadequada, criando uma rejeição as vezes até biológica, como por exemplo a mudança na postura de sentar, se não for absorvida, e praticada de forma lenta, contínua e vigilante; você não vai alcançar  mudança desejada e portanto não vai sentir prazer em desenvolver.

3 – Escolha aprender o que lhe dá mais prazer

Um fato que tira o prazer de obter conhecimento, é escolher errado o que quer aprender, por exemplo: Você resolve fazer um curso de informática, mas tem dificuldades iniciais, em compreender as instruções; isto já te causa uma desânimo, porque pensamentos limitantes logo vem a sua mente, tais como: “isto será difícil”, “eu não vou conseguir”, estou não muito a vontade para perguntar varias vezes a mesma coisas ao instrutor.

Então, você precisa olhar para você de forma mais pró-ativa.

Somente a mudança de atitude/pensamento, vai te dar prazer em continuar, e pasme qual não será a sua surpresa de estar conseguindo mais rápido do que esperava a partir da mudança de postura de negativa para positiva e começar a sentir prazer desejo de avançar.

4 – Habitue-se a estar adequado para desenvolver suas atividades

Cansaço, stress, sonolência, desinteresse,  são alguns fatores que muito embora o conhecimento esteja estabelecido, limita enormemente a condição de praticar os ensinamentos adquiridos, tipo:

  • estudar quando está cansado
  • treinar um esporte  estando estressado
  • opiniões mal formuladas por terceiros, na maioria das vezes negativas, os achismos da vida;
  • a sonolência, como limitador do prazer, de tal forma que até num cinema se o filme escolhido não tiver despertado profundo interesse, também inibe o prazer de praticar, o que tanto desejou.

Portanto habitue-se a estar adequado para desenvolver suas atividades e com isso sentir prazer em fazê-las.

5 – Aumente seu nível de alerta  

3

Você sabia que eu ia falar em exercícios, né? Sim, de fato, o exercício não só trabalha o corpo, mas também melhora a aptidão do seu cérebro. Mesmo exercendo por apenas 20 minutos:

  • Facilita as funções da memória e de processamento de informações. Sendo assim você vai aprender mais rápido, o seu nível de alerta vai aumentar e você irá treinar mais e mais, pois sentirá prazer nisso.
  • Permite que seu estado de vigilia, o redirecione sempre para o que se propõe, evitando assim, as frustações por não ter conseguido.

6 – Faça acontecer através da criatividade

Fazer algo diferente repetidamente, você cria novas ligações que ajudam a fazer essa ou aquela atividade cada vez melhor e mais rápido.

  • Lembre-se quando você tinha três anos de idade. Certamente era forte o suficiente para segurar os talheres muito bem. No entanto, quando você estava comendo tudo sozinho você fazia a maior melequeira.
  • Não era uma questão de força, era uma questão de cultivar os melhores caminhos que o ajudavam a comer sozinho como um adulto. E adivinha o que? Com a repetição persistente, você conseguiu. Trazendo-lhe prazer.

7 – Nunca se sinta derrotado

Uma das grandes dificuldades de praticar quaisquer que seja alguma  atividade, é o desânimo, provocado pelos erros na busca dos acertos.

  • Entretanto, te digo, que quanto mais erros você cometer, mais você aprenderá. A cada erro você tirará uma nova lição e assimilará melhor o conteúdo.
  • Portanto identifique seus erros e refaça as questões erradas diligentemente, buscando entender o que você errou.
  • Quando fizer isso, e descobrir que está cada vez maior seu prazer em praticar, e consequentemente seus resultados também, permitindo que seu desenvolvimento pessoal permaneça contínuo.

8 – Não adie nada, ou negligencie sua agenda de compromissos

4

Digamos que você é um procrastinador, aquela pessoa que deixa tudo para depois ( e quem não é um pouco), hein?) Deixa sempre para estudar para uma prova no finalzinho. E com isso, você não estuda o suficiente, não pratica uma atividade tão importante para seu desenvolvimento pessoal.

Pois para isso você precisa ter prazer em estudar, exercitar, e isto você vai alcançar desenvolvendo seu cérebro a pensar que precisa muito e não esperar pelo último minuto para fazer as coisas acontecerem. Resultado a sensação de superação, te dará um prazer de  tal maneira,  que aquela tarefa será executada daqui por diante com uma eficácia sem precedentes. Trazendo-lhe prazer em praticá-la.

Finalmente! Por sua própria natureza os homens buscam o bem e a felicidade, mas esta busca só pode ser alcançada pela virtude. A boa conduta, a força do espírito, a força de vontade guiada pela razão nos leva a excelência. Dessa forma, a felicidade está ligada a uma sabedoria prática, a de saber fazer escolhas racionais na vida.É feliz aquele que escolhe o que é mais adequado para si. E o Método EFP de Desenvolvimento de Pessoas promove a busca pelo seu desenvolvimento através do conhecimento, mas acima de tudo pelo prazer em buscá-lo e praticá-lo.

Abraço,

Frank Moraes – Coach criador do Método EFP de desenvolvimento de pessoas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *