Como um auxiliar se transformou em gerente de vendas através do coaching

Tempo de leitura: 5 minutos

Ao me dirigir a um grande magazine de uma Multinacional da Construção Civil, sou recepcionado por um rapaz. Seu nome é Davi William, e ele logo se disponibilizou para o que pudesse me ajudar. E ao olhá-lo, enxerguei um sorriso super espontâneo, traduzindo felicidade em estar fazendo o que devia e mais ainda um brilho no olhar reproduzindo determinação, foco, disposto mesmo a fazer o que se propunha.

De repente perguntei-lhe:
– Você tem algum sonho ou objetivos que deseje muito alcançar?
– Sim! – afirmou.
– Qual?
– Ser gerente desta empresa. Disse Davi Willian, sem pestanejar.
– E se eu convidasse você a participar exterimentalmente de um Método que lhe permitirá alcançar este objetivo até mais rápido que pensas? – perguntei.
Quando começamos?

Dei-lhe meu cartão, e fui embora com minhas compras, realizadas e feliz com a perspectiva de ajudar-nos mutuamente, ele em busca de alcançar seus objetivos e eu em testar mais uma vez, o Método EFP de desenvolvimento de pessoas.

Primeiro mês

Uma semana depois de nos reunimos em meu escritório, após explicar o que era as siglas que definem o método, decidimos que não iríamos nos aprofundar no E (espiritual), mas tão somente no F (família & emoções) e no P (profissional, talentos & competências).

Fizemos um diagnóstico da situação da vida de David Willian em relação ao F, e decidi que era hora de ele tomar algumas decisões, uma delas era libertar-se de crenças limitantes, para que ao sentir-se livre pudesse ter tempo para focar no seu principal objetivo: o de se tornar Gerente na empresa que trabalhava.

Na terceira semana das 12 previstas pelo método, já com algumas metas preestabelecidas de trabalho diferenciado junto aos seus pares e superiores, definimos todos os objetivos semana a semana, até completar as 12 semanas. Bem como começamos a implementar as ações tais como:

– Desenvolver uma mente superior, ou seja coordenação de duas mentes trabalhando em perfeita harmonia com propósito definido;

– Trabalhar para manter-se com firmeza de propósito (persistência e fé para atingir objetivos;

– Desenvolver o hábito de entregar além do que é proposto;

– Desenvolver autocontrole, fazer um esforço de forma organizada, ter uma atitude mental adequada.

– Desenvolver a cooperação mútua institucional a partir do seu exemplo, estar disponível seja horizontalmente ou verticalmente na escala hierárquica.

Na semana 4, já começamos a colher os resultados:

– O departamento de elétrica, onde o Davi estava alocado, começou a superar as metas de venda estabelecidas, pelo clima harmônico, desenvolvido pelo Davi, de sempre estar ajudando a todos incansavelmente, criando o fator da multiplicação.

– Na aferição de ranking, no Rio de Janeiro, alcançou o primeiro lugar em vendas.

Segundo mês

Na quinta semana, nos reunimos longamente, para identificar o que planejamos e que não foi feito e o porquê. Muito embora com relativo sucesso em face do novo e dos resultados obtidos, concluímos que precisávamos, de além de manter as mudanças, tínhamos que fazer as correções com adesão do grupo, e aí, o Davi, já se manifestava como líder natural, pois a linguagem utilizada por ele era sempre em relação a “nós”, ou seja, da coletividade.

Foi quando Davi teve a fantástica ideia de buscar os fornecedores principais e montarem campanhas em datas especiais, tais como Dia dos Pais, Dias das Mães, Dia do trabalhador, etc.

Ou seja, ele pensou que se não houvesse promoção de produtos, sem aumento de custos, as vendas seriam boas, mas não ótimas, e ele queria porque queria superar o primeiro mês de mudanças implementadas a partir das inovações que o Método EFP estava trazendo na vida dele.

Mas para criar este clima de promoção, Davi percebeu que era necessário engajamento de seus colegas e sugeriu ao gerente que trouxesse alguém para dar um treinamento relâmpago visando abordar os seguintes tópicos:

– Fala
– Conhecimento dos produtos ou serviços
– Adequação dos produtos
– Saber agregar valor ao produto
– Conhecimento do Potencial, qualificação do comprador.
– Desenvolver a regra de ouro, que é a empatia.

Terceiro mês
Já estávamos na nona semana, quando Davi conseguiu chegar ao ponto de seu departamento de elétrica, atingir o rótulo de campeão de vendas nacional, com o valor acima da meta.

A realização não foi apenas pessoal, pois o título gerou prêmios para toda equipe do departamento.

Logo em seguida, o Davi foi surpreendido, com um convite para se deslocar para uma loja de Belo Horizonte, da mesma empresa, para implementar a mesma estratégia sugerida ao seu Gerente.

Já na conclusão de todo processo e planejamento de coaching, e comprovada a eficácia do treinamento e aplicação do Método EFP de Desenvolvimento de Pessoas, Davi é promovido a Gerente, responsável por dois departamentos por fornecer treinamento nas demais lojas São Paulo, Pernambuco.

E hoje, quando escrevo este artigo, Davi busca sua qualificação para uma promoção para Diretor de loja, que dentro de seu potencial diagnosticado nas sessões, não tenho dúvidas que será em breve.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *